terça-feira, 2 de junho de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 74.

Terça, 02 de junho de 2020.

Meu dia:
Hoje fiz home office, acertando algumas contas para poder rodar o programa.
Algumas questões pontuais foram resolvidas.
Assisti um pouco, joguei um pouquinha.
Algumas brincadeiras com a Bebê, ela sempre espera ter atenção.

Política:
Na verdade é mais a imprensa, como são tratadas as notícias.
Com relação à pandemia, cada número é noticiada de forma mais dramática do que já é.
Como posso explicar... O pessoal sempre pega os números e os fazem ter muito mais peso, tipo o número do dia, ou a curva, ou a porcentagem, ou outro dado que nunca é o "todo" e comprara esse número com outro país trazendo mais drama, como se já não fosse dramático o suficiente. Esse trabalho de manipulação de dados foi feito desde o começo.
Não estou falando que os números estão incorretos ou que a situação não é dramática. A questão é como os dados são tratados e comentados. A manipulação está na questão do "maior número".
Evidente que o Brasil não tratou a pandemia como se devia, mas o que nos é apresentado tem manipulação evidente. Não fosse o modos modus operandi claramente oposicionista ao Governo que a imprensa fez desde antes da pandemia eu teria dúvida se essa manipulação é para bem ou para mal, mas, infelizmente me parece claro o objetivo da imprensa.
Pior: Fica difícil saber o que está acontecendo. Sendo que o evidente: Não é bom, o que está acontecendo é ruim.
Alguns pontos:
Cloroquina: Fica estabelecido que sei que esse medicamento não tem eficácia cientificamente comprovada e não é recomendado pela OMS.
Mas pouco depois que o Governo publicou recomendação de uso do medicamento choveu de notícias que o Presidente da Venezuela também era apoiador do uso deste medicamento. Uma clara tentativa de mudar a opinião de apoiadores do medicamento e do Governo. Mas parece que não deu certo e nunca mais vi essa notícia.
Acho absurdo, porque a Ciência dizendo que a eficácia da cloroquina não é comprovada já basta.
Outra: Se não podemos confiar na Organização Mundial da Saúde em questões sanitárias, vamos confiar em quem então?
Outras notícias me parecem sensacionalistas como "o vírus poderá  se tornar endêmico", evidente que se tornará endêmico, igual as demais "gripes". Mas esse tipo de informação é caça clique, desnecessário soltar nesse momento, e lógico, se não soltar agora perde o hype e os cliques.
Procure analisar os histórico das notícias, como os dados são noticiados, como os números são apresentados, como são feitas as manchetes. É duro, as notícias chegam sim, afinal a pandemia é um fato. Mas há muita manipulação. E no Brasil temos um cenário um tanto diferenciado: O Governo e imprensa não se dão bem, vivem em guerra. NÃO ESTOU FALANDO QUE GOVERNO OU IMPRENSA ESTÃO CERTOS. Mas essa situação é historicamente diferente e: NÃO SEI SE ISSO É BOM OU RUIM.
Não sei se consegui passar o que entendi ao longo desses dias e o que tentei falar aqui.

Por hoje é só.
#FicaEmCasa

Link:


















Nenhum comentário:

Postar um comentário