terça-feira, 31 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 11.

Terça, 31 de março de 2020.

Meu dia:
Hoje fiquei de babá da minha filha.
Nos aventuramos fora 3 vezes:
1- Pegar uma entrega por volta das 11h00;
2- Pegar o almoço por volta das 13h00;
3- Jogar o lixo, ligar e andar com o carro e dar uma volta andando no quarteirão do condomínio.
A entrega da encomenda: O entregador estava usando máscara, parecia estar evitando contato e estava com bastante pressa.
Percebi bastante gente andando pelo condomínio, mas muito abaixo do movimento em um dia normal. Quase todo o comércio fechado aqui dentro, com exceção do mercado e do lava rápido, sendo que esse último trabalhando com muita restrição.
Nas ruas eu percebi alguns bares funcionando meio que "camuflados". Poucos carros andando pelas ruas.
Esquentei meus dedos com um baixo de 6 cordas, fiz alguns exibicionismos para meus amigos via Whatsapp.
Brinquei e curti bastante a Bebê.

Política:
Não assisti ainda, mas fiquei sabendo do discurso mais moderado do Presidente em rede nacional.
Acho que ele não quer prejudicar ninguém, só precisa de embasamento e orientações dos ministérios.
Esse problema demanda reuniões com dados sempre atualizados e opiniões de especialistas e conselheiros. Ai sim, bolar um pelo discurso e fazer o pronunciamento.
É uma pena, mas esse procedimento que parece até óbvio não parece acontecer neste governo, é uma pena, o Brasil precisa tanto de esperança... Acho que o Presidente tem potencial, falta discursar com carisma e escutar sua equipe.
Acho que o Governador de SP está radicalizando e ninguém, ganha com essa falta de diálogo sensato.
Uma pena.
Isso virou muito politicagem, e parece que cada um está apostando em uma forma de agir,
Panelaço? Nunca ouvi nenhum.
Ouvi dizer de um tal manifesto da oposição e minha opinião muito sincera: Vou imprimir uma cópia (ou mais) para o caso de faltar papel higiênico. Essa oposição nunca pode ser levada a sério, só vivem tumultuando um prol de seus interesses e nada contribuem.

Por hoje é só.
#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://baixotu.blogspot.com/search?q=terça



segunda-feira, 30 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 10.

Segunda, 30 de março de 2020.

Meu dia.
Hoje foi um dia bem mais "normal" desde que isso tudo começou.
Estou em casa em regime de férias do trabalho.
Acordei até cedo, por estar sem fazer nada, mas acabei dormindo novamente.
Como tive aquela dor de estômago ontem, acabei não tomando café, isso pode ter me alterado. Será que sou viciado em café, dependente de café?
Prestei alguns suportes aleatórios.
Conversando com uma das pessoas expliquei que não estava atendendo a domicílio, e ela me respondeu: "Aqui não estamos infectados, moramos em um sitio, numa região remota."
1- Ela fez algum exame de todos na casa dela?
2- Não poderia eu contaminar o pessoal da casa dela?
Vamos ter paciência e manter o distanciamento, deixa para fazer o que não for essencial para frente. Tudo a seu tempo, essa pausa é exceção.
Terminei um jogo que havia jogado no sábado, bem tosco, um Beat 'em up estilo fliperama de rodoviária. Mas foi legal.
Assisti séries avulsas, e agora estou assistindo alguns vídeos no YouTube.
Não vi nenhuma notícia sobre a atual situação, parece que o assunto está esfriando.
Se houve histeria, se não fizemos certo, se nos recolhemos antes da hora certa, talvez nunca saberemos. O importante é que parece que não estamos vivendo um drama parecido com a Itália. Parabéns ao Brasil. Mas creio que não seja momento de baixar a guarda. Não vamos morrer na praia!
Brinquei bastante com minha filha, gosto de girar e impulsionar ela como um foguete bebê, ela parece gostar da adrenalina.
Falando nela... Quer ficar ao meu lado no quarto, portanto:

Por hoje é só.

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://baixotu.blogspot.com/search?q=segunda
 

domingo, 29 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 9.

Domingo, 29 de março de 2020.

Meu dia hoje:
Hoje fui um dia complicado.
Acordei de madrugada com muita dor no estômago. Só foi parar por volta das 13h00.
Como estava de Babá hoje, simplesmente tive que fazer as coisas.
Me lembro de lavar louça arqueado de dor.
Nesses dias, só Bebê e eu, procuro deixar tudo ajeitado, utensílios limpos e deixar disponível só o necessário. Caso não faça isso eu posso me afundar em um mar de desordem.
Devido a situação eu fiquei sem poder fazer o coisa certa: Procurar um médico. Como ir em um hospital com minha filha? Ou: Não tem com quem deixar a Bebê.
O negócio foi aguentar firme, tomar um analgésico e ver o que faço amanhã, caso o problema persista.
Acabei ficando no sofá o dia quase inteiro, lógico, sempre "atendendo o temporizador", sempre tem uma mamadeira para esterilizar, outra para servir, cuidar da Bebê. Ser babá é ter um trabalho que não para.
Assisti 1 e 1/2 temporada de Ash vs Evil Dead, uma série bem trash e gore, muito engraçada para fãs de humor negro. E um ótimo fan service para quem curte Evil Dead (se é que esse povo existe).
Fora isso, tirei umas notas no meu Ukulele.
Curti muito minha filha, brincamos até que bastante.
Vi um vídeo interessante sobre o problema que está acontecendo, achei legal por conta da abordagem científica na formulação de estatísticas e previsões: https://www.youtube.com/watch?v=d96wbITMigI

Por hoje é isso.
#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://baixotu.blogspot.com/search/label/Montagens

sábado, 28 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 8.

Sábado, 28 de março de 2020.

Meu dia:
Hoje meu familiar teve alta.
Vai ficar de quarentena.
Uma das consequenciais dessa situação é que ele talvez não tenha o tratamento adequado, por se tratar de problema respiratório é importante ele não ficar no hospital, que hoje já apresenta alto risco de infecção.
Hoje tirei o dia para relaxar o máximo.
Meu computador de mesa nunca ficou tanto tempo ligado.
Joguei muitos emuladores e aproveitei para carregar meus gamepads, são muitos...
Não tirei nenhuma nota musical.
Desci a noitinha para ligar o velho caro, fazia 1 semana que não o ligava, dei uma volta no quarteirão.

Política:
É perceptível a tática desonesta da oposição, se pegar o histórico de notícias é sempre o mesmo "modus operandi": Toda vez que ocorre uma crise ou até menos que isso, a oposição sai semeando caos e discórdia. Só apontando falas, se faz de um jeito (sempre haverá falhas) eles falam que deveria ser de outro, e, como não são eles que estão executando, se saem ilesos, apenas como críticos. Ajudar que é bom... Só querem estar no poder e nunca ficar longe disso... Repugnante... Se você não concorda, apenas pare para pensar...
Bom, a ideia desse diário não é fazer política, sempre fui apolítico, mas tem cuida que revira o estômago de qualquer um...

Por hoje é só. Até porque minha filha está me chamando. :-)
#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://www.youtube.com/watch?v=2DAIe1SlLMo

sexta-feira, 27 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 7.

Sexta, 27 de março de 2020.

Toda essa situação, é como se o Mundo ficasse louco de uma só vez...
Sempre pensei: "E se der um problema grande?", afinal vivemos em um sistema sólido e ao mesmo tempo susceptível à problemas externos.

Meu dia.
Hoje estou chateado, porque recebi a notícia de internação de um familiar que foi internado hoje, o problema nos pulmões. Não vou mentir ficamos bem apreensivos, qualquer problema respiratório nos leva a pensar no problema que está acontecendo no mundo. Mas o hospital é bom, vai dar tudo certo rápido.
Hoje cuidei da minha filha em tempo integral, ela é um doce.
Esquentei os dedos com um baixo.
Tentei jogar GTA em um PSP, mas isso não é pra mim.

Por hoje é isso.
#FicaEmCasa

Link:
https://flipboard.com/@baixotu

quinta-feira, 26 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 6.

26 de março de 2020.

A Bebê:
Qualquer casa é mais interessante com uma Bebê fofa.
Ela é uma bebezona que já anda, bem esperta, fala algumas palavras como "Papa(i)", é "Papa" tem dois significados, o contesto diferencia um significado do outro.
Ela está bem, muito saudável.
Entende bem as coisas.
Lógico: Não deve ter a mínima ideia do que está acontecendo.
Conviver com ela é como uma mágica cor de rosa...

Política:
Ainda estou tentando digerir o pronunciamento do Presidente.
Entendo as preocupações dele. Não sei como chegam as fontes de notícias, aconselhamentos e qual a formação dele para perceber o cenário.
Caso ele esteja certo: Errou na apresentação, faltou bastante carisma. Acho que esse Governo precisa trabalhar o marketing, trabalhar sua imagem perante o povo. Seria importante para nos deixar longe da ameaça vermelha.
Contar com um remédio milagroso a curto / médio prazo é muita inocência, o Governo não deveria fazer uma aposta dessa à frente de um País tão grande e problemático.

O meu dia:
Se pensar em termos de férias, foi bem sem graça, já que não tive como passear para lugar algum.
Hoje só comi e bebi e joguei alguns emuladores, adoro fliperamas antigos, me trazem uma sensação de nostalgia bem engraçada.
Fiz uma pequena atualização de um Site de uma cliente.
Assisti TV, basicamente séries avulsas e alguns documentários científicos.
O problema da TV a cabo: A maioria dos canais passam programação requentada, alguns canais fazem loop em 12 ou 24 horas. Isso é bem complicado.
Não sei o que canais de streaming estão se articulando para fazer algum diferencial.
Se eles atualizassem suas grades ou aposentarem algo diferenciado, vão fazer montanhas de dinheiro, bem maior que estão fazendo.
Hoje desci até meu velho carro para dar uma olhada.
Basicamente vi que está empoeirado. Não entrei e muito menos liguei ele.
Percebi que a banca de jornais do condomínio está aberta e, apesar de não haver mesas montadas para o pessoal ficar tomando cerveja e batendo papo perto da banca, ainda tem gente que fica só batendo papo mesmo, no mesmo local. Tem gente que não entendeu o problema, sempre tem.

Psicológico:
Ficamos ansiosos em certas situações, querendo até mesmo adivinhar o desfecho.
Eu vou formando algumas teorias.
Acredito que devido ao tamanho do Brasil e orientações confusas que estamos recebendo, esse problema terá consequências regionais bem diferentes.
Outro caso é que esse vírus deve rodar o mundo, indo e vindo até que por algum motivo seja controlado.
O problema maior está quando relaxarmos, isso não pode acontecer logo após acharmos que está sob controle. Isso pode dar um problema muito grave e tosco.

Por hoje é só.
#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://baixotu.blogspot.com/search/label/Ilusões

quarta-feira, 25 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 5.

25 de março de 2020.

A Política:
Não tenho informações suficientes para avaliar decisões, mas de acordo com histórico de outros países as orientações do Executivo parecem irresponsáveis.
Como toda ação tem sua consequência, ou morre gente com o contágio ou morre gente de fome, porque não vai ter emprego. Prefiro não opinar.
Por outro lado vejo a esquerda se deleitando com tudo isso. Quase que chutando cachorro morto. Será que eles fariam melhor? Eis a questão. Esses vermelhos são muito espertos ao canalizar toda a mazela contra o inimigo político.

O dia:
O dia foi tranquilo.
Consegui resolver o problema do inalador da minha filha, que quebrou justo agora, mas consegui deixar operacional.
Vou manter o título como quarentena, mas na verdade estou praticando até o dia de hoje um "distanciamento social", apesar de mudar o termo, vou continuar mantendo todo o cuidado e seguindo recomendações, até porque sou cidadão comum.
Senti gente se movimentando um pouco mais hoje, pelo que percebi de minha janela, que dá de frente a rua principal do condomínio.
É ai que mora o perigo.
Já que "não está acontecendo nada dramático", o pessoal deve ficar inquieto em casa. Mas não está acontecendo por conta do distanciamento.
Outro fator terrível é o tempo de incubação do vírus. Pode ter muita gente circulando por ai, contaminado, sem sintomas.
Gente, fica em casa, vamos evitar o terror daqui semanas.
Quem tem parentes idosos: Fica em casa!

Por hoje é isso.
#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://www.minhaoperadora.com.br/2020/03/amazon-prime-video-libera-conteudo-para-motivar-quarentena.html


terça-feira, 24 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 4.

24 de março de 2020.

Módulo Lunar.
Hoje peguei um antigo kit de montagem do módulo lunar, esquecido em um gaveta desde 2016.
Tentei montar com meu filho, mas eu só conseguia tentar ajudar lendo a planta, já que não tinha acuidade visual para isso. Cheguei a pensar que era impossível eu montar, mas hoje tentei, com meu óculos atualizado.
E para minha surpresa: Fui montando e montando...
Não ficou perfeito, vou precisar colar uma peça (o kit é de encaixar e entortar), mas foi uma enorme conquista. Não sei aonde vou deixar, é extremamente  frágil.
A caixa não informa a escala da miniatura, mas o kit é extremamente pequeno e complexo, hoje achei que só um relojoeiro conseguiria montar essa encrenca, mas acabou dando certo.
Estou exausto com esse "empreendimento", mas bem surpreendido e contente:
https://www.instagram.com/p/B-KSG1Wj8Fb/

Psicológico:
Depois da avalanche de notícias ruins de ontem, hoje parece ter sido bem mais tranquilo.
Fora a notícia impensável do adiamento das Olimpíadas, não vi mais nada.
Pensando na vida e o quanto reclamamos de problemas banais.
Pensando o quanto é bom se reunir com  parentes e amigos sempre que possível.
Como venho repetindo: Sem drama. Mas essa é a hora para pensar nisso.
Pensei também no caso de quando isso acabar, muita gente pode se reunir em seguida e isso pode ocasionar uma nova e desastrosa onda. Bom alguém alertar sobre esse perigo.

Meu dia hoje:
Além da minha heroica montagem da miniatura em destaque:
Assisti um pouco de YouTube, alguns descrevendo a influencia do que está acontecendo no mundo da arte, focada em Música e Cinema. Uma avalanche de prejuízos bilionários.
Assisti vários episódios avulsos de Black Mirror.
Esquentei meus dedos com meu antigo baixo, não muito, só algumas notas.
Fiz uma modificação bem bacana no meu cubo de contrabaixo. A modificação em si foi para ajudar no transporte, já que a caixa é muito pesada, e sempre ficava com preguiça de transportar. Agora tem rodinhas, que são acionadas quando ponho a caixa na vertical. Ficou muito bom.
Ainda estou encanado com as cápsulas de nespresso, mas tomei um shot, um dos melhores que já tomei.
Alimentei um pouco o Flipboard.
E tive que dar atenção para as meninas, que são bem carentes.
Resolvi fazer um pouco de exercícios com alteres e um mini stepper. Procurei atender a Mi Band, sempre que ela me dava um toque para levantar eu "andava" 100 passos no mini stepper. Parece, e é, patético, mas se eu aumentar a meta vou acabar não fazendo. Já me conheço...

Por hoje é isso.
#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://www.youtube.com/watch?v=YnN3fX5kTOI

https://www.youtube.com/watch?v=4ZwJWIVKAmw

https://www.youtube.com/watch?v=TTBYIHTQ7Yw 

segunda-feira, 23 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 3.

Segunda feira, 23 de março de 2020.

As notícias:
Liguei a TV hoje e dei de cara com a lambança do Governo do Rio de Janeiro, que provocou aglomerações e filas com o processo de triagem, de quem pode ou quem não pode usar o transporte público. Estranho não ter ninguém prevendo isso e não ter ninguém acompanhando o processo para fazer ajustes. Bom, espero que haja efeito e que amanhã haja menos pessoas procurando locomoção pública, e cada vez menos nos próximos dias. Sei que muita gente precisa se locomover para poder trabalhar e sobrevier, inclusive esses tiveram autorização, mas o problema já está em andamento.
A notícia mais polêmica: MP 927, segue na integra:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2020/Mpv/mpv927.htm
Não vou entrar no mérito da Medida, que ao que entendi: Foi revogada.
O que acho escroto: Esquerda explorando toda brecha para poder espalhar o veneno.
Imprensa manipulando manchetes para espalhar pânico e tirar credibilidade do Governo.
Governo: Certo ou errado, pegaram algo nunca visto, vão acertar e errar, qualquer um que estivesse no poder não faria o perfeito. Isso é inédito, cada país tem suas peculiaridades. Oposição apontando erros: Acho perverso, exploratório,  é como se a esquerda estivesse torcendo para uma enorme calamidade para se fortalecer e retomar o poder.

Meu dia:
Primeiro dia oficialmente de férias.
Fiquei cuidando da filha, nunca é fácil. A bebê é chorona, só quer ficar bem pertinho.
Tive que dosar entre fazer as coisas e dar atenção para ela.
Saímos uma vez para pegar a entrega do leite dela.
Que percebi: Os vizinhos estão evitando o elevador no meu prédio.
Usei o elevador, que tem álcool, dou uma borrifada limpo a mão e o local contato que usei para borrifar. Quase houve um acidente, já que a bebê estava de pé e olhou para cima na hora que borrifei o álcool, por sorte não chegou perto do olho dela.
Quando fico de babá tenho que planejar até idas ao banheiro.
Nunca paro, lavar mamadeira e louça, manter a bebê limpa.
Uso assistente e timers para me organizar.
Uso o conceito de "mise en place" para organizar ao máximo, deixo só o que vamos usar no dia disponível na cozinha.
Minha bendita ajuda: Galinha Pintadinha. Uso um celular e um tablet revezando.
A TV fica comigo mesmo, para tentar desligar a cabeça. Mas rodei agora pouco, adivinhem: Galinha Pitadinha na TV para a bebê assistir enquanto eu escutava uns podcasts.
Assisti séries de humor, alguns documentários além das notícias que mencionei acima.
Esquentei meus dedos com um Ukulele Baixo.
Fiz contato com parentes e amigos, tentando até mesmo passar algumas dicas.
Estou vendo o transito da rodovia ao lado, sem surpresas: Volume muito abaixo do normal, mas tem bastante caminhão circulando, que é um ótimo indicador no tocante ao abastecimento.
Psicologicamente, não consigo me desligar, me concentrar, sem dramas.
Achei que iria jogar jogos eletrônicos e ficar em casa de boa, mas estou nervoso.
O mais importante é passar o mínimo ou nada de nervosismo para a bebê.
Fiquei meio encanado de não ter conseguido as cápsulas de nespresso, mas só fiz uma manutenção e limpeza nas cafeteiras, deve ajudar.
Poderia pedir on-line, já que o frete é grátis, devido a situação.
Mas não sei como está o Correio, no Site: Está funcionando.
Como tenho uma encomenda para chegar, vou aguardar chegar ou não para pensar em fazer compras online.
O importante é não empatar dinheiro, por menor que seja a quantia.

Família:
Parentes mais próximos, todos recolhidos, aquele sentimento de queremos logo que isso passe para poder nos reunir. Lógico: É preciso cautela. Porque acredito que é nessa hora que pode dar merda.
Meu filho do meio (tenho 2 filhos adultos) tem problemas respiratórios há algum tempo e teve uma crise hoje, precisando ir ao médico para ser atendido, tenso.
Mas deu tudo certo, com máscara e tudo, está se sentindo bem melhor.

Contaminação:
Sem dramas, sem querer dramatizar.
Não posso passar detalhes para evitar preconceito, mas ontem tive um pensamento óbvio:
Tenho grande possibilidade de ser infectado.

Notícias / esclarecimentos:
Procurem sempre estar com informações atualizadas.
Procurei mais de uma fonte de informações.

Desculpem minha gramática e erros de português.
Não sou bom nisso e não estou revisando antes de publicar, se ficar trabalhoso eu acredito que vou para de escrever, então fica assim. Espero que esteja compreensível.

Por hoje é só.
#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

https://www.youtube.com/watch?v=0qVTIUAV9O4

domingo, 22 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 2.

22 de Março de 2020.

Hoje esperei voltar da minha excursão ao melhor estilo Bird Box, só que não.

O abastecimento:
Procurei tratar da questão do abastecimento da casa com minha mulher, quando eu digo "casa" entenda "apartamento".
Itens mais "urgentes" como os perecíveis do dia foram comprados no Mercado aqui do condomínio mesmo. Minha mulher foi sozinha, fiquei com a Bebê. Ela não reportou desabastecimento notável, mas faltam sim alguns itens.
Na parte da tardinha para noite fomos em um atacadão há uns 5 quilômetros de casa, lá sempre é tranquilo, talvez pela localização e acesso, que fica mais restrito ao pessoal que se locomove com carro. Tinha pouca gente, conforme previsto (o Google geralmente informa sobre isso, com certa precisão). Nesse atacadão deu para perceber desabastecimento sim, mas nada alarmante. Dos itens que eu gostaria de pegar foram cápsulas alternativas para Nespresso, não tinha nada. Mas peguei Dolce Gusto, que também estava na lista.
Os itens que pegamos: Itens de conforto, já que sexta básica temos.
Itens de conforto? Bolacha, pão, chocolate, cafezinho, iogurte, etc.
Fraudas e leite foram comprados, não dá para faltar.
Sai do mercado olhando para trás com o sensação: "Será que não falta mais nada?"
Por outro lado me senti aliviado de ter pego os itens, mas furei a quarentena, né? Mas qual a determinação para quem precisa se abastecer?

Dia:
Escutei muito podcast hoje, alguns abordando esse problema atual, outros sobre assuntos diversos.
Gosto de assuntos ligados a cultura Geek, gosto de tecnologia. Acho que todos gostam...
"Esquentei meus dedos" com dois contrabaixos de configurações diferentes.
Brinquei com minha bebê.
Assisti um pouco de TV, nada notável, apenas documentários genéricos.
2 vídeos no YouTube, um deles sobre a gripe espanhola, esse.
Joguei umas partidas nos emuladores, já que adoro games vintage.
Fiz uma atualização de um Site de cliente, isso deve ter levado uns 30 minutos.
Atualizei meu Google Business, além de deixar minhas propagandas fechadas resolvi deixar avisos que não estarei atendendo ninguém presencialmente.
Atualizei o Flipboard.

A questão sair X ficar desabastecido:
Eu realmente estava desabastecido. Valeu a pena sair? Poderia ter planejado melhor essa saída e reabastecimento?
Resposta: Não sei.

Trânsito:
Odeio sair de domingo, tem muito domingueiro vacilão "desfilando" pelas ruas de domingo.
Eu já sou mais objetivo, sempre quero ir do ponto A ao ponto B o mais breve possível, e só.
O trânsito estava notavelmente mais vazio, percebi os poucos carros na rua e estrada andando como mais objetividade, com poucas "bonecas desfilando".

Um sentimento hoje:
Vejo que muita gente ainda não entendeu como funciona essa doença, muita gente não entendeu o motivo da quarentena, hoje foi divulgada a produção de um remédio que "pode ser milagroso".
Devido a cultura do brasileiro e a característica dessa doença, com encubação que demora em dias.
Podemos errar no caso de: O terror inicial passou, não aconteceu nada. Muita gente infectada vai acabar deixando a quarentena e se misturar com gente não infectada, que também vai deixar a quarentena, é ai que mora o perigo, e a situação pode chegar a um nível "Record Mundial".
Espero que essa minha previsão esteja muito errada.
Espero que formadores de opinião tenham consciência e segurem o povo por um bom tempo.
Temos tudo na mão até agora (salvo alguns otários que vejo no bar), só ter juízo e paciência que conseguiremos passar por essa com menor dificuldade e não precisamos dar o exemplo ao mundo, ma não precisamos ser uma Itália ou pior.

Por hoje é isso.
#FicaEmCasa

Links:
https://www.youtube.com/watch?v=HXmt0j1gtDU

https://www.youtube.com/watch?v=Yve6ffBoRG0

sábado, 21 de março de 2020

Diário Quarentena - Coronavírus (COVID-19). Dia 1.

As apresentações:
Sou homem, hétero, união estável.
Moro com companheira e nossa Bebê de 1 ano e 4 meses.
Faixa dos 40.
Sedentário.
Sou ateu cético.
Direita, por motivo de NOJO.
Trabalho em escritório em uma cidade vizinha de onde moro. Me locomovo unicamente de carro.
Moro em apartamento.
Além do meu trabalho formal, faço atendimentos de suporte na área de informática.

No dia 1 da quarentena (21/03/2020):

Caso fique com o tom dramático: Não foi intencional. Não há drama no momento, não creio que chegue a isso. Estou bem confortável, como a maioria dos trabalhadores que estão em casa hoje.

A quarentena:
Tive que sair de férias por conta do fechamento temporário do berçário aonde deixamos minha filha.
O fechamento foi determinado pela prefeitura da cidade.
Dia sim, dia não eu sou o responsável e cuidador de minha filha bebê.
Mas vou tratar essas férias como quarentena.
Como me locomovo de carro, trabalho em escritório pequeno, não frequento bares ou outras aglomerações, meu risco é menor que a média de contrair o vírus localmente.

As mudanças locais:
Em casa, no condomínio aonde moro está notavelmente tranquilo, muito atípico, geralmente em um sábado o condomínio tem movimentação incrível, é muito entra e sai, pontos de encontro, salões de festa, visitas e assim vai.
Mas hoje: Quase nada, quase ninguém.
O sossego não é 100% por conta do vizinho filho da puta que insistem em ficar batendo / arrastando no andar de cima.

A rotina hoje:
Minha casa (meu apartamento) é simples, mas sou daqueles homens que adoram brinquedos de homem adulto, sou músico, um pouco acumulador, portando ficar me casa não é tão entediante em dias normais. Videogames portáteis antigos, computadores com emuladores, instrumentos musicais, TV a cabo, Netflix, vão dar conta tranquilo por um tempo.
A dúvida: Até quando?
Hoje é dia de cuidar da bebê. Não é fácil, mas é rotineiro.
Da parte dela: Tem muitos brinquedos, um celular e um tablet antigo que toca a Galinha Pintadinha em loop.
Saímos hoje até e entrada do prédio para pegar comida.
Coisa rápida.
A comida: Não como feijão, o pessoal que geralmente me entrega sabe disso, mas hoje recebi com feijão. Considerei um indicador do clima e da demanda hoje. Comi assim mesmo, separando o feijão, informei o pessoal, poderiam ter trocado a comida, mas não feria sentido em tempos de quarentena, pois me faria andar em ambiente externo novamente, usar elevador, ter novo contato com o entregador que por sua vez teria que se locomover mais uma vez.

O psicológico:
Sou bem encanado, está um climão aqui dentro da minha cabeça. Sim, estou com medo.
Gostaria de estar com minha casa pouco melhor abastecida, mas ainda estou pensando como fazer isso, sem pânico com relação a isso.
Uma preocupação secundária é sobre a manutenção dos serviços básicos, como água, luz, Internet e até o abastecimento de mantimentos e combustível.
Receio do que vem pelo futuro com relação a parte financeira.
No sentido de ser infectado: Não sei dizer, não estou no grupo de risco. Mas quem tem bebê em casa deve sentir o terror que estou sentindo com relação a isso. Além que não querer infectar uma só pessoa.
E sim:
Gostaria de qualquer desconforto pra mim, bebê, companheira, parentes, amigos e até terceiros.

A Bebê:
Tratando ela de forma amável, pouco mais que o normal, tentando não passar preocupações para ela, já que ela nem sabe o que está acontecendo.

O Serviço extra:
Divulguei em todas as minhas mídias de propaganda que estarei atendendo via suporte remoto.
Além de me prevenir, previne clientes e dar o exemplo.

Minhas mídias:
Venha atualizando o Flipboard mesmo, não é o melhor, o mais conhecido, mas é de longe o mais prático.
Procuro filtrar as informações e passar para as revistas.
Acho que 1 vida que conseguir poupar com minhas atitudes de quarentena e divulgação de informações já me daria a satisfação e sensação de que fiz minha parte.

O religioso:
Acho desprezível o caso de lideres políticos não darem (até ontem) importância ao que está acontecendo e até mesmo permitirem cultos em seus templos. Pessoalmente repudio essas atitudes.
Como gosto de assistir documentários de guerra,  regimes autoritários e calamidades provocadas pelo homem, até mesmo catástrofes naturais, afirmo com muita infelicidade:
Deus não ajuda.
Se você quer rezar: Vai se sentir melhor, ter esperança e não vai ajudar muito mais que isso.

O político:
Acho escrota a atitude da esquerda, como manobram as informações e miram em gafes do governo.
Chega a ser mórbido por parte dessa gente, é como se divertissem com o que está acontecendo.
O governo é falho sim, até mesmo fanfarrão e teve atitudes bem estúpidas no começo disso.
Mas quem já passou por isso? Qual governo? O modelo Chinês funcionaria no Brasil?

Mídias que estou consumindo hoje:
Ouvi algumas notícias via Google Home hoje, no formato podcast.
Hoje em dia não se fala sobre outro assunto.
Assisti algumas sérias da TV para tentar me desligar.
No momento estou vendo vídeos do YouTube, o Nerdologia, que é bem bacana.
Inclusive o Science Vlogs Brasil é um hub muito importante de divulgação científica. Todos os canais indexados são atestados, ficando mais difícil de se consumir teorias da conspirações e informações desencontradas. Destaque para o canal do Atila Iamarino, que vem passando muitas informações sobre o assunto do momento.

Acho que por hoje é isso.
Estou esperançoso, tomara que isso passe logo.

#FicaEmCasa

Links:
https://flipboard.com/@baixotu

http://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/